3 maneiras para aproveitar o tédio e se tornar mais criativo

13

Foto por Adde Adesokan


Apesar de já ter comentado brevemente sobre como a procrastinação pode tornar você mais criativo no artigo Como Ser Mais Criativo, aqui vamos explorar mais especificamente como desenvolver a criatividade através do tédio.

Caneta na boca, olhar perdido no nada, checar as notificações de e-mail ou de WhatsApp, muitas são as ações que realizamos quando estamos entediados.

De forma pessoal, por ter um perfil disperso, meu trabalho constante com e-mails e redes sociais da CRIARH Consultoria acaba me dispersando ainda mais nos meus pensamentos, precisando reestruturá-los para reiniciar as atividades novamente.

Muitas vezes, preciso “sumir” desses canais para poder, por exemplo, produzir esse artigo. Mas será que existe alguma forma de estimular minha criatividade enquanto estou nesses momentos de tédio e procrastinação?

Quando estava escrevendo o artigo Como Ser Mais Criativo, me deparei com muitas informações que me deram até esperança sobre o assunto, aprofundadas pela curiosidade de escrever esse artigo.

1. Faça isso na medida certa

Adam Grant, autor e professor, descobriu em uma pesquisa para seu livro sobre pessoas originais descobriu que pessoas procrastinadoras são mais criativas que pessoas precrastinadoras, porém, o ideal é procrastinar no ponto certo, nem muito, nem pouco.

De acordo com o Dr. Sandi Mann, quando ficamos entediados o cérebro sai do consciente e entra no subconsciente, absorvendo e refletindo sobre situações conhecidas.

Treine seu cérebro para procrastinar nos melhores momentos, como no banho ou intervalo, para que seu subconsciente possa trabalhar problemas conhecidos por você. Não será uma surpresa quando você retornar ao problema e estar cheio de novas ideias!

2. Comece rápido termine devagar

Como dito no item anterior, o cérebro reflete sobre situações conhecidas, logo, o cérebro precisa de tempo para analisar e descobrir novas opções de ação.

Por exemplo, um novo projeto em sua empresa é passado para você e o prazo é de 01 mês, um tempo longo para você.

O ideal, é começar o projeto rapidamente, mas não encerrá-lo. Nem deixar para fazer nos últimos dias.  Mas sim iniciá-lo e deixar seu cérebro entender as problemáticas e desenvolver resoluções criativas para o projeto, terminando o projeto 2 ou 3 semanas depois. 

3. Combine tédio com ação

Você pensa que é muito pouco produtivo devido a procrastinação, você costuma pensar que você é incompetente e suas ideias não são boas. Afaste-se disso!

Apenas máquinas programadas são 100% produtivas, o maior gênio da história, Leonardo Da Vinci, demorou 16 anos após iniciar a Monalisa para terminá-la, ele a considerava um fracasso!

Martin Luther King Jr. na madrugada anterior à seu famoso discurso ele rabiscava e modificava seu texto. E quando estava no discurso, soltou 4 palavras improvisadas que mudaram a história do mundo: I have a dream.

Mude a mentalidade que você é ruim, os primeiros rascunhos são ruins, mas com a colisão de novas ideias eles se refinam e melhoram drasticamente.

Tente uma, duas, 100 vezes. Por mais que você seja guiado pelo tédio, apenas as pessoas que tentam alcançam o sucesso.

O tédio é improdutivo se não bem orientado e em excesso, mas se bem medido e executado, pode ser uma grande virtude para desencadear ainda mais a criatividade dentro de você e em suas atividades. 

Fontes:

https://www.ideo.com/blog/3-ways-boredom-can-help-you-unlock-your-creativity

Palestra no TED – Adam Grant

Lucas Teles

Lucas Teles

Diretor de Inovação na CRIARH Consultoria e apaixonado pela transformação que a criatividade realiza na mentalidade de pessoas e negócios.

Gostou? Comente e compartilhe o post agora!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Você também pode gostar...