Insights
// Escrito por Lucas Teles

Liderança Autocrática: Tudo que você precisa saber

Liderança Autocrática

A liderança autocrática é uma forma de liderar na qual uma pessoa detém todo o poder de um sistema, como uma empresa. Em uma autocracia, não há separação de poderes e o líder tem controle completo sobre a empresa, governo ou qualquer que seja o ambiente no qual o líder esteja inserido.

Por mais “absurdo” que seja, essa forma de governar e liderar é super comum.

Seguindo essa lógica, a liderança autocrática é um estilo de liderança no qual uma pessoa tem controle total sobre todas as decisões.

Líderes autocráticos normalmente tomam decisões sem consultar outros, e esperam que seus subordinados sigam ordens sem questionar.

Este estilo de liderança pode ser eficaz em situações onde uma ação rápida e decisiva é necessária, mas também pode levar a problemas irreversíveis.

Continue por aqui para entender mais sobre esse modelo de liderança e a importância de saber identificar uma liderança autoritária.

Sob a direção de um forte general, não haverá jamais soldados fracos.
– Sócrates

O que é a liderança autocrática?

Liderança Autocrática

O termo autocracia é derivado do grego, que significa utos (por si próprio) e kratos (poder), de poder por si próprio.

O autocrata é um indivíduo que reivindica e exerce poder político absoluto sobre algo, como um país, tipicamente como seu único governante ou ditador.

As suas decisões são as finais (e únicas) e sua palavra é lei. Ou seja, uma liderança autocrática nada mais é do que um estilo de liderança no qual uma pessoa tem controle total sobre todas as decisões.

Com certeza você já passou por algo parecido, não é mesmo?

Líderes autocráticos geralmente tomam decisões autoritárias e nada democráticas.

É basicamente um “jogo de poder” para controlar pessoas.

Quais são as características da liderança autocrática?

Agora que você sabe o que é liderança autocrática, é hora de aprender sobre as características deste estilo de liderança.

Um líder autocrático está diretamente ligado a essas características:

  • Tomar decisões sem consultar os outros;
  • Esperar que os subordinados sigam as ordens sem questionar;
  • Ter uma política de porta fechada;
  • O líder se comporta como a única fonte de informação;
  • Uso do microgerenciamento;
  • Usar o medo como um motivador;
  • Ser inflexível;
  • Não delega a autoridade.

Vários estudos sugerem que a liderança autoritária está associada a resultados negativos de trabalho, tais como:

  1. Baixa satisfação no trabalho;
  2. Altas intenções de rotatividade;
  3. Baixo comprometimento organizacional.

“[…]Mas, à medida que os especialistas se adaptam aos incentivos enraizados no sistema político autoritário, eles tendem a evitar falar a mente, tornando-os menos eficazes nos estágios de design e escolha da tomada de decisão […]” – HBR, What Happens When Consultants Work for Authoritarian Regimes

É comum que em um ambiente onde existe a liderança autocrática, fique um clima de “Faça o que eu digo, não faça o que eu faço”

Além disso, líderes autocráticos frequentemente criam um ambiente de medo dentro de suas organizações ou grupos, pois eles são rápidos em punir qualquer um que vá contra sua regras ou desafia sua autoridade.

Este tipo de liderança autocrática pode levar a altos níveis de estresse e a falta de criatividade e inovação.

Você já teve alguma dessas impressões em sua vida profissional?

Alguns exemplos de lideranças autocráticas famosas são:

Lideranças autocráticas são frequentes e comuns ao redor do mundo. Para te provar esse ponto, confira alguns líderes autocráticos famosos:

Bill Gates

Gates foi o CEO da Microsoft, uma das maiores empresas do mundo, por anos. Gates era conhecido como um líder autocrático que não hesitava em tomar decisões difíceis para a empresa.

Na cabeça de Gates, esse estilo de liderança nos primeiros anos da Microsoft, foram responsáveis para garantir que a empresa seja a gigante que nós conhecemos hoje.

Ele também era conhecido por seu microgerenciamento e pelo controle que mantinha sobre a Microsoft.

Steve Jobs

Jobs foi o co-fundador, CEO e principal figura da Apple por anos.

O estilo de liderança de Steve Jobs era autocrático; ele tinha uma visão voltada para detalhes, e para isso ele se cercou de pessoas que pensavam como ele para seguir seu exemplo.

Foram essas ações que de certa forma, funcionaram como uma força para o sucesso da Apple.

Além de exigir que os funcionários obedecessem às suas ordens sem questionar. Jobs também foi conhecido por sua capacidade de tomar decisões difíceis para a Apple.

Larry Ellison

Ellison foi o CEO da Oracle Corporation, uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, por anos.

Ellison era um líder autocrático com uma mentalidade “faça o que eu digo, não o que eu faço”.

Ele liderava a Oracle de forma imprevisível e autoritária, e estava à frente de todas as decisões. Essa era uma das principais características que o separava dos outros líderes empresariais.

Richard Nixon

Nixon foi o 37º presidente dos Estados Unidos.

Nixon renunciou a presidência em 1974. (primeiro e único Presidente norte-americano a renunciar o cargo). após o Escândalo do Watergate.

Mas, antes de sua renúncia, Nixon liderava os Estados Unidos com um estilo autocrático e liderança centralizada.

Nixon se envolveu em diversos escândalos que minaram a confiança do público americano em sua liderança.

Quais as vantagens e desvantagens da liderança autocrática?

Liderança Autocrática

Como tudo na vida, existem vantagens e desvantagens. A liderança autocrática funciona com os mesmos princípios, confira:

Vantagem 01 – São decisivos e podem tomar decisões rápidas

Líderes autocráticos não hesitam em tomar decisões difíceis.

Eles são decisivos e podem tomar decisões rápidas, o que pode ser vantajoso em situações de crise.

Vantagem 02 – Possuem uma visão clara de onde querem que suas organizações vão

Por causa desse estilo de vida centralizador, líderes autocráticos geralmente têm uma visão clara de onde querem que suas organizações vão.

Eles sabem o que precisa ser feito para alcançar seus objetivos e podem liderar seus funcionários em direção a esses objetivos.

Vantagem 03 – A liderança autocrática pode ser motivadora para algumas pessoas

Algumas pessoas se sentem motivadas pelo estilo de liderança autocrático.

Eles gostam de saber o que precisam fazer e apreciam o fato de que os líderes autocráticos tomam as decisões.

Desvantagem 01 – Podem ser vistos como ditadores e criam um ambiente de medo

Com uma liderança autocrática, o ambiente de trabalho se torna dominado pelo medo.

Isso acontece porque os líderes autocráticos tendem a ser muito exigentes, imprevisíveis e raramente elogiam ou reconhecem o bom trabalho.

Características que ninguém gosta, não é mesmo?

Desvantagem 02 – Proporciona a rotatividade em empresas

Como os líderes autocráticos são exigentes e raramente elogiam ou reconhecem o bom trabalho, a rotatividade em empresas lideradas de forma autocrática é alta.

Ou seja, as pessoas que trabalham para líderes autocráticos tendem a deixar suas empresas com mais frequência do que aqueles que trabalham para líderes de outros estilos.

Desvantagem 03 – Baixa produtividade

O estilo de liderança autocrática também tende a resultar em baixa produtividade.

Os líderes autocráticos raramente se preocupam com as tarefas delegadas e dificilmente delegam responsabilidades.

É como se o único objetivo de tal atividade fosse o resultado final, não o trajeto para se chegar nesse resultado.

Resultando na falta de estímulo para a realização das atividades corriqueiras do cotidiano profissional.

Desvantagem 04 – Não existe a colaboração entre funcionários

A colaboração entre os funcionários é um pilar essencial em todas as empresas.

Quando o líder opta por uma postura autocrática, não existe essa colaboração.

As consequências disso vão desde falhas de comunicação até uma sensação generalizada de que as pessoas não se importam umas com as outra.

Desvantagem 05 – Não são muito tolerantes às opiniões divergentes

Outra característica da liderança autocrática é que esses líderes raramente toleram opiniões divergentes.

Eles geralmente querem que as pessoas concordem com eles e não hesitem em punir aqueles que discordam.

Isso pode levar a um ambiente de trabalho fechado e pouco inovador, onde as pessoas se sentem pressionadas a concordar com o líder, mesmo que não estejam de acordo.

Desvantagem 06 – Podem suprimir a criatividade e inovação:

Líderes autocráticos geralmente não são muito tolerantes às opiniões divergentes, isso você já viu.

Porém, com essas atitudes a criatividade e a inovação é suprimida, visto que as pessoas se sentem pressionadas a tomarem decisões escolhidas pelo líder, sem questionamentos.

E isso é ruim para qualquer negócio, pois limita as possibilidades de crescimento.

As pessoas que trabalham para líderes autocráticos não podem se sentir motivadas a inovar ou criar ou compartilhar novas ideias.

Desvantagem 07 – Líderes autocráticos podem ser vistos como pouco flexíveis e rígidos nas suas opiniões:

Autocratas são do estilo “Falou tá falado”.

Líderes autocráticos podem ser vistos como pouco flexíveis e rígidos nas suas opiniões.

Eles geralmente são inflexíveis nas suas decisões e esperam que as pessoas sigam suas ordens sem nenhum tipo de contestação ou até mesmo de sugestão

Desvantagem 08 – Cria a dependência da figura do líder

Uma das principais desvantagens da liderança autocrática é que ela pode criar uma dependência da figura do líder.

Os seguidores podem ficar muito dependentes do líder e não saber como agir sem a sua orientação.

Os colaboradores não tomam decisões, não sabem agir em cenários problemáticos e não são capazes de resolver algum problema.

A verdade sobre a liderança autocrática

Como você viu, a liderança autocrática tem suas vantagens e desvantagens.

Líderes autocráticos podem ser decisivos e visionários, mas também podem ser vistos como ditadores e pouco confiáveis.

Porém, será que independentes desses fatores, ter uma postura autocrática é o ideal?

Uma postura colaborativa e menos autocrática pode ser a chave para um líder atualizado e bem-sucedido.

Na verdade, muitos estudos mostram que as pessoas preferem os líderes que são mais colaborativos e inclusivos.

Parar ajudar você a tomar decisões não autocráticas, você deve seguir essas dicas:

Leve sempre em consideração os outros

Uma das principais coisas que você pode fazer para ser um líder menos autocrata é sempre levar os outros em consideração.

Isso significa ouvir as opiniões dos outros, mesmo quando elas são diferentes das suas, e dar a todos a chance de serem ouvidos.

Aproveite para se perguntar:

  • Todos estão de acordo com as minhas decisões?
  • Como os outros enxergam o meu método de liderar?

Respeite opiniões divergentes

É importante que você respeite como opiniões divergentes e não suprima.

Seja aberto a novas ideias e dê a todos a chance de expressar suas opiniões.

Isso vai te ajudar a ter uma visão mais ampla do problema e, consequentemente, tomar decisões no qual o coletivo seja levado em consideração, não apenas sua opinião.

No nosso artigo sobre agilidade na empresa e gestão de equipes, nós mostramos métodos para você aprender a lidar com opiniões divergentes, alinhar todos na mesma página e proporcionar uma equipe mais engajada.

Seja curioso

Ser curioso sobre a sua equipe é responsável por tomar ações menos autocratas.

Faça perguntas, ouça atentamente e busque compreender o ponto de vista dos outros.

Essa postura deixa a equipe mais à vontade para se expressar e te fará chegar a soluções criativas e rentáveis que, provavelmente, com uma postura autocrata você iria ter.

Experimente refletir:

  • Quanto tempo você gasta ouvindo em vez de falar?
  • Você sabe o que realmente acontece com cada uma das pessoas dentro do seu ambiente de trabalho?

Não crie uma competição

Um dos principais motivos para se adotar uma postura autocrática é o medo de perder o controle.

Muitos líderes autocratas se sentem ameaçados pelo sucesso dos outros e, por isso, criam um ambiente onde há uma competição interna.

No entanto, essa postura autocrata pode criar um clima negativo e tóxico no ambiente de trabalho e, consequentemente, afetar a produtividade das equipes.

Para isso:

  • Crie um ambiente por meio de valores comuns e objetivos aspiracionais, não de estrutura;
  • Reflita em como você aproveita diversos talentos, habilidades e perspectivas, obtendo o melhor de todos.

Este tipo de liderança pode ser eficaz quando há uma visão clara e um conjunto de metas para a empresa e quando decisões rápidas são necessárias.

Entretanto, de maneira mais frequente, líderes autocráticos muitas vezes têm dificuldade de construir confiança com seus funcionários e podem não ser capazes de se adaptar às circunstâncias em mudança e tornam um ambiente no qual não é propicio para inovação, criatividade e segurança psicológica.

Atributos mais do que essenciais em uma empresa.

Para você aprimorar a sua liderança e todos os atributos que estão ao redor desse mundo incrível, não deixe de conferir nossos outros artigos aqui no blog da CRIARH. Você não vai se arrepender e com certeza irá tirar muito proveito!

curso de criatividade

Artigo por

Lucas Teles
Lucas é o Head de Inovação da CRIARH. Mas mais importante, ele é o maior apaixonado pela empresa.

Se torne um líder melhor, em minutos

Receba semanalmente passos a passos práticos para ser um melhor líder.
Ao se inscrever você concorda com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.

Curtiu? Mande o artigo para seus amigos!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Tabela de conteúdo
Ao se inscrever você concorda com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.

Outros artigos para você

Cookie
Ao navegar pelo nosso site, você aceita a nossa política de cookies.