Modelo de Negócio: 12 tipos e como construir o seu

O modelo de negócio é como você cria, captura e entrega valor para seus clientes. Aprenda 6 passos para fazer o seu modelo de negócio único.
Tabela de conteúdo

O modelo de negócio é como você cria, captura e entrega valor para seus clientes.

Durante o 2º semestre de 2022, os resultados da Apple superaram as expectativas de Wall Street.

O resultado obtido foi de US$83 bilhões, proporcionando um aumento de 2% em relação ao ano anterior.

O mais curioso dessa marca é que a principal fonte desse resultado não é do Iphone, produto que é tipicamente conhecido por ser o carro chefe da Apple.

Esse resultado veio das assinaturas mensais, taxas de pagamento, garantias e taxas de licenciamento de pesquisa do Google.

Isso signifique que através do modelo de negócio exercido pela Apple, foi possível criar, capturar e entregar valor com seus diversos produtos e serviços.

Além de bater suas metas. Mesmo sem que seja com seus “produtos principais”

Se você quer saber mais sobre a importância de modelos de negócios e como esse instrumento pode proporcionar a conquista de melhores resultados, continue a sua leitura.

Qual a definição de modelo de negócio?

Definição Modelo de negócio

De maneira resumida, a definição de modelo de negócio é: criar, capturar e entregar valor para seus clientes.

Ou seja, modelo de negócio é a estrutura conceitual que fornece a base para uma empresa fazer negócios.

Porém, isso não significa que a única utilidade dos modelos de negócio seja gerar receita.

O modelo de negócio também é essencial para:

  • Entender os custos e lucros da empresa;
  • Identificar as áreas nas quais o negócio precisa investir mais ou menos;
  • Ser uma ferramenta de estratégia em geral, não apenas para planejamento financeiro.

Através de todas essas características citadas acima, o público alvo de um determinado produto ou serviço vai ter a impressão que a solução proposta por determinada empresa não vai ser “só mais uma” no leque de possibilidades. E sim a solução ideal.

Existem muitos tipos diferentes de negócios. Isso significa que existem diferentes tipos de modelos de negócios, e nem todos serão adequados para a sua empresa ou projeto.

O mais importante é entender como esta ferramenta pode ser usada a seu favor para que você possa entregar o que seus clientes querem e precisam da melhor maneira possível.

A chave é saber como construir o melhor modelo de negócios para você, baseado nos valores, produtos e serviços de sua empresa.

Maiores benefícios de um modelo de negócios

Benefícios Modelo de negócio

Os modelos de negócio são responsáveis por proporcionar diversos benefícios para as empresas, confira os principais:

Oferecer um novo produto ou serviço para o mercado

Criar um novo produto ou serviço sem um modelo de negócio é uma receita para o desastre.

Um modelo de negócio lhe dá uma estrutura para testar suas suposições e ter certeza de que seu novo produto ou serviço é viável.

Ele também permite que você se adapte e que você aprenda mais sobre o seu mercado e o que eles querem de você.

Atrair investidores

Outro grande benefício de se ter um modelo de negócios é que ele tornará muito mais fácil atrair investidores.

Se você tem um modelo de negócios bem definido, os investidores poderão ver como sua empresa funciona, como você gera receita e quais são os seus planos para o futuro.

Isso lhes dará confiança para que optem fazer o investimento em sua empresa, sabendo que você tem um framework claro e sólido de como você usará o dinheiro deles para fazer o seu negócio crescer.

Melhorar a tomada de decisões

Um modelo de negócios bem definido também ajuda você a tomar melhores decisões sobre o seu negócio.

Quando você tem um claro entendimento de como seu negócio funciona, é mais fácil identificar oportunidades e tomar decisões que estejam de acordo com seus objetivos.

Você também será capaz de acompanhar seu progresso e medir se você está no caminho certo para atingir suas metas.

Criar uma vantagem competitiva sustentável

Com um modelo de negócios é possível criar uma vantagem competitiva sustentável.

Quando você sabe como seu negócio funciona e o que seus clientes querem, você pode criar uma oferta única que é difícil de ser replicada pelos seus concorrentes.

Isto lhe dará uma vantagem no mercado e o ajudará a atrair e reter mais clientes.

Os modelos de negócios não são apenas para empresas iniciantes, eles são para empresas de todos os tamanhos.

Se você quer fazer seu negócio crescer e atrair mais clientes, você precisa ter um modelo de negócio bem definido.

Para te ajudar nesse processo, o entendimento sobre Matriz Ansoff e planejamento organizacional são essenciais.

Se você não tem um modelo de negócio, agora é a hora de criar um.

6 passos para desenvolver seu modelo de negócios usando um canva

Nenhuma quantidade de experimentação pode provar que estou certo; um único experimento pode provar que estou errado.
– Albert Einstein

Agora que você já está ciente sobre modelo de negócios e a sua importância, é essencial saber como você pode aplicar na prática o seu modelo de negócio.

Utilize esse modelo canvas para te guiar nesse processo:

Canva Modelo de negócio

1. Protótipo do seu negócio

O primeiro passo é fazer um protótipo do seu negócio ou ideia.

Um protótipo pode ser uma maquete ou uma simulação do seu produto ou serviço. O importante é testá-lo com clientes potenciais.

Com um protótipo você vai ter um feedback valioso sobre o que eles gostam e não gostam, e como eles usariam o seu produto ou serviço no mundo real.

Nessa etapa, você precisa ter o foco para fazer as perguntas certas. Só assim, você irá conseguir determinar aquilo que é necessário para que seu negócio funcione.

Os três passos da prototipagem:

Etapas prototipagem Modelo de negócio

Você precisa criar uma sequência contínua de protótipos pequenos e rápidos. Assim, você vai entender seus erros, seus acertos e principalmente entender como seu negócio irá funcionar.

Para te ajudar nesse processo, você pode conferir os três passos da prototipagem:

Passo 1: Escrever uma pergunta baseada nas suposições

Nesse passo inicial, é necessário concentrar no que você precisa aprender, como lugares de maior risco mais controversos ou indefinidos.

Em seguida, é necessário elaborar uma pergunta com a finalidade de determinar o seu objetivo final.

Passo 2: Construa protótipos para testar com pessoas

Essa é a etapa da mão na massa.

Após escolher a sua pergunta baseada nas suposições, você precisa escolher uma abordagem mais apropriada a sua necessidade.

Nessa etapa é importante ressaltar alguns pontos:

  • Para a construção do seu protótipo, você não precisa da utilização de elementos super elaborados ou que possuam a melhor qualidade do mercado. O importante é fazer e ter sua ideia tangibilizada, como um MVP (Produto viável mínimo).
  • Também não existe a necessidade de representar todos os elementos de sua oferta. Torná-lo apenas real e testar as funcionalidades mais importantes é o suficiente.
  • Quando possível, crie variações do seu protótipo para dar às pessoas pontos de comparação. 
  • Esforce-se para fazer um ‘protótipo ao vivo’, que capture os comportamentos reais das pessoas sobre sua intenção ou preferência falada. 

Passo 3: Recolha evidências para tomar decisões futuras

O último passo da prototipagem é baseado em coletar evidências e informações sobre tudo que foi estudado e analisado nos passos anteriores, com o objetivo de colocar o resultado final na realidade.

Para isso, você precisa:

  • Projetar um protótipo visando o objetivo de colher o feedback ideal e os comportamentos que você espera observar;
  • Projetar um método para capturar as evidências qualitativas ou quantitativas.

2. Questione a sua a desejabilidade, viabilidade e praticidade

Modelo de negócio desejabilidade viabilidade e praticidade

Depois de prototipar seu negócio, agora você irá analisar sua desejabilidade, viabilidade e praticidade. Eles são importantes para o modelo de negócio dar resultados.

É necessário provocar questionamentos em relação a esses três atributos e forçar uma conexão entre eles:

Desejabilidade

  • Qual é a proposta de valor única do seu negócio?
  • As pessoas tem necessidade deste produto ou serviço?
  • A sua ideia faz sentido para as pessoas?

Viabilidade

  • Podemos construir um negócio sustentável?
  • O que tem que ser verdade para esse negócio funcionar?
  • Quais são os custos?
  • Você consegue pagar por isso?

Praticidade

  • Sua ideia funciona?
  • É funcional?
  • Quais fornecedores você precisa para executar a ideia?
  • É possível colocar em prática no futuro próximo?

3. Identifique seu negócio

Agora que você já está ciente dos seus passos iniciais, é a hora de iniciar seu plano de negócios.

Você precisa pensar no problema que você quer resolver e quem vai ser impactado positivamente com a sua proposta.

Por isso, responda:

  • Qual problema você quer resolver?
  • Por quê sua ideia é importante?
  • Quem são os seus clientes?
  • Quem tem o problema que você espera resolver?

Para te ajudar nesse processo, você precisa preencher tudo sobre o que você sabe sobre seu negócio, mesmo se você não tiver certeza sobre alguns dos elementos, faça algumas suposições se for preciso:

  • Clientes;
  • Oferta;
  • Receita;
  • Proposta de valor;
  • Custos;
  • Parceiros;
  • Equipes / Recursos;
  • Canais.

4. Criar valor

Como criar valor Modelo de negócio

Como você já viu, criar valor é essencial para o modelo de negócios.

Afinal, sua proposta de valor é a essência do seu negócio. Atuando como um fator importante na hora de seus clientes optarem por você.

Essa etapa engloba a proposta de valor e a oferta do seu canva do modelo de negócio.

Para criar o valor da sua empresa siga esses passos:

Passo 01: Entenda mais sobre o seu negócio

Para você criar valor, é necessário construir um protótipo para testá-lo e coletar evidências para refiná-lo.

Nessa etapa, você precisa se questionar:

  • O que você entende sobre as necessidades do seu cliente, que seus concorrentes não entendem? 
  • Quais as qualidades do seu produto ou serviço que ninguém consegue adquirir facilmente? 
  • Quem será apaixonado pelo seu negócio? 

Após esses questionamentos, você pode escrever três propostas de valor diferentes para o seu negócio.

Passo 02: Torne tangível

Em seguida, você precisa construir um protótipo de sua proposta de valor. O objetivo é visualizar a sua ideia de maneira tangível, na prática.

Nessa etapa, é necessário incluir detalhes que ajudem as pessoas a entender o motivo de escolher a sua solução, empresa ou produto.

Para isso, você deve:

Esboçar a sua ideia: Construa sua ideia de fase inicial e inclua detalhes sobre seu cliente, suas necessidades e como sua oferta se conecta a sua proposta de valor.

Construir: Não importa seus recursos, você precisa tirar do papel. Você pode criar desde embalagens do seu produto até um esquema de sua oferta.

Imaginar o processo de vendas: Imagine como seria o seu anuncio, a sua mensagem, seu objetivo.

Passo 03: Colete evidências

Feito isso, você precisa coletar evidências sobre sua proposta de valor. Peça para o público alvo da sua ideia analisar sua proposta.

Lembre-se de informar:

• Sobre o que é a sua proposta;

• Para quem é e para quem não é o seu serviço.

Não esqueça de atualizar seu modelo de negócio ao decorrer das etapas.

5. Capturar Valor

Como capturar valor Modelo de negócio

Como você já sabe como criar valor, você precisa saber como capturar valor.

Essa fase engloba o modelo de receita e os custos do canva do modelo de negócio.

Passo 01: Identifique as empresas que produzem uma oferta semelhante a sua:

O primeiro passo para capturar valor é fazer um balanço dos concorrentes.

Assim, você irá conseguir analisar alguns dos custos mais importantes da sua empresa e ampliar a o seu pensamento sobre seu modelo de receita e preço.

Passo 02: Liste e priorize os custos mais importantes do seu negócio

Nessa etapa, você precisa analisar na lista dos cinco a dez custos mais importantes da sua empresa e colocar no papel.

Em seguida, designe os custos que mais diferenciam sua oferta, os custos que possam ser flexíveis, ou que são definidos, e por último os custos fora do seu controle.

Passo 03: Construa o seu protótipo e colete evidências

Nessa etapa você vai analisar essas informações sobre os seus concorrentes e empresas na qual seu negócio conversa:

  • faixa de preço;
  • Clientes;
  • Partes interessadas;
  • parceiros pagantes.

Com essas informações, você consegue elaborar a captura de valor do seu negócio e posteriormente fazer esses questionamentos:

  • O que se destacou em seus diferentes modelos de receita?
  • Uma nova forma de pagamento ajudou a atender a outras necessidades de seus clientes?
  • Que novas perguntas surgiram sobre seu modelo de receita e faixa de preço?

3. Entregar valor

Como entregar valor Modelo de negócio

Por último, para você construir seu modelo de negócios é necessário entregar valor.

Essa fase engloba os canais de venda e os parceiros do seu canva do modelo de negócio.

O momento da entrega de valor é o momento mais próximo dos seus clientes. Para isso, siga esses passos:

Passo 01: Expanda seu pensamento sobre seu canal de vendas

É necessários expandir sobre sua interpretação sobre canal de vendas, para isso faça essas perguntas abaixo:

  • Qual seria a abordagem ideal para a necessidade do cliente?
  • Como você pode ter um contato direto com seus clientes?
  • Como você pode se juntar a parcerias?
  • Como você pode utilizar o futuro ao seu favor?

Passo 02: Storyboard

Use sua criatividade para esboçar um protótipo de storyboard que capture os principais momentos das inovações que você obteve com a reflexão com o seu canal de vendas.

Escreva e esboce os momentos mais importantes para duas de suas ideias de canal. Esses podem ser momentos em que os clientes consideram, compram ou usam sua oferta.

Certifique-se de incluir momentos atraentes, surpreendentes ou alegres que trarão mais prazer à experiência do seu cliente.

Passo 03: Colete evidências

Assim como as outras etapas, você precisa coletar evidências sobre a sua experiência de entrega de valor.

Sempre possuindo em mente o questionamento:

  •  Quais ideias de canal fornecem mais valor para meus clientes?

Como validar seu modelo de negócios

Agora que você já está mais habituado com a ideia de modelos de negócio, está na hora de saber como validar seu modelo de negócios:

1. Conheça seu material

Para validar seu modelo de negócios, você precisa ter um profundo entendimento da sua indústria, clientes e concorrência.

Só assim você vai ter o conhecimento suficiente para identificar oportunidades e criar uma proposta de valor que atenda às necessidades dos clientes.

2. Ajuste a sua proposta de valor

Sua proposta de valor é o coração de seu modelo de negócios. É o que você está oferecendo aos seus clientes que atende às suas necessidades e desejos.

Para ajustar sua proposta de valor, você seguir esses passos:

Passo 01: Listar as características do seu produto ou serviço

Comece listando todas as características do seu produto ou serviço.

Passo 02: Identificar os benefícios de cada característica

Para cada recurso, identifique o benefício que ele proporciona ao seu cliente.

Passo 03: Selecionar os benefícios mais importantes

Da lista de benefícios, selecione os três a cinco que são mais importantes para seus clientes. Estes são os benefícios nos quais você irá se concentrar em sua proposta de valor.

3. Molde sua estratégia de preços

Sua estratégia de preços deve ser baseada em sua proposta de valor e em seus custos.

Para desenvolver sua estratégia de preços, você precisa:

Passo 01: Determinar sua estrutura de custos

Comece determinando sua estrutura de custos. Isso lhe dará a informação que você precisa para fixar o preço de seu produto ou serviço de forma lucrativa.

Passo 02: Escolher seu modelo de receita

Assim que você souber seus custos, você pode escolher o preço do seu produto ou serviço.

Há várias estratégias de preços que você pode usar, tais como preços competitivos, preços baseados em valor ou preços de assinatura.

Passo 03: Teste seus preços

Uma vez que você tenha escolhido sua precificação, é importante testá-lo com seu mercado alvo. isso vai ajudar sua estratégia de preços e garantir que ela seja lucrativa.

4. Criar um plano de vendas e marketing

Seu plano de vendas e marketing deve ser baseado em sua proposta de valor e em seu mercado alvo.

Para desenvolver seu plano de vendas e marketing, você precisa fazê-lo:

Passo 01: Defina seu mercado alvo

Comece por definir seu mercado alvo. Assim você vai conseguir identificar os melhores canais para alcançar seu público alvo.

Passo 02: Selecione seus canais de vendas

Uma vez que você conhece seu mercado alvo, você pode selecionar os canais de vendas que irão alcançá-los. Há vários tipos de canais de vendas, como vendas diretas, indiretas e vendas on-line.

Passo 03: Desenvolva seu mix de marketing

Uma vez que você tenha selecionado seus canais de vendas, você precisa desenvolver seu mix de marketing. Isso inclui as ferramentas e táticas que você usará para atingir seu público alvo.

5. Lançar e iterar

Depois que você tiver desenvolvido seu modelo de negócios, é hora de lançá-lo.

Porém, nessa etapa não significa que seu trabalho está concluído. Você precisará continuamente iterar e melhorar seu modelo de negócios a medida que você aprende mais sobre seus clientes e sua indústria.

Para lançar e iterar o seu modelo de negócios:

Passo 01: Configure sua infraestrutura

Comece configurando os sistemas que você precisa para suportar o seu modelo de negócio.

Isso inclui:

  1. Website;
  2. Processador de pagamento;
  3. Sistema de gerenciamento de relacionamento com o cliente.

Passo 02: Treine sua equipe

Uma vez que seus sistemas estejam instalados, você precisa treinar sua equipe sobre como usá-los.

Assim, você garante que eles possam apoiar o seu modelo de negócios e fornecer uma grande experiência para seus clientes.

Passo 03: Lance seu modelo de negócio

Após você ter configurado seu sistema e treinou sua equipe, você está pronto para lançar seu modelo de negócios.

É neste momento que você começará a comercializar e vender seu produto ou serviço.

12 tipos diferentes de modelo de negócios

Como você viu, modelos de negócios são responsáveis por como uma empresa ganha dinheiro e estruturar toda a empresa. Além de potencializar o poder de inovação do negócio

Existem muitos tipos diferentes de modelos de negócios, e o que você escolher dependerá de seus produtos, seus clientes e sua indústria.

Aqui estão 12 modelos de negócios diferentes que você pode usar como inspiração:

1. Modelo de negócios para assinaturas:

O modelo de negócios de assinaturas é baseado na receita recorrente dos clientes.

Este tipo de modelo de negócio é frequentemente usado por empresas que oferecem produtos digitais.

No modelo de assinatura, a empresa cobra uma mensalidade ou anuidade para acesso aos seus produtos ou serviços.

Exemplos: Netflix, HBO Max, Spotify

2. Modelo de negócio Freemium:

O modelo de negócio Freemium tem como base oferecer um produto ou serviço básico de graça, com recursos premium disponíveis por uma taxa.

Nesse modelo de negócio, é comum a utilização de anúncios para os que optam pela versão básica gratuita.

Exemplos: Canva, Tinder

3. Isca e anzol

O modelo de negócio de isca e anzol é baseado na oferta de um produto ou serviço de baixo custo aos clientes, com o objetivo de vendê-los a um produto mais caro.

Esta abordagem visa promover a fidelidade dos clientes, incentivando-os a retornar à empresa para que seus produtos continuem operando sem falhas.

Exemplos: Microsoft Office, Adobe Creative Cloud

4. Negócios Sociais

Esse modelo de negócios visam resultados além do lucro da empresa.

Possui o objetivo de oferecer produtos ou serviços com a intenção de rever o lucro obtido para a sociedade.

Esse modelo social se diferencia das ONGs devido ao fato de entregarem retorno para seus consumidores, sem a necessidade de doações.

Exemplos: Sementes de Paz, Banco Grameen

5. SaaS

O modelo de negócio SaaS é baseado na oferta de software como serviço.

Este tipo de modelo de negócio tem se tornado cada vez mais popular nos últimos anos, pois oferece uma série de vantagens sobre os modelos tradicionais de software, tais como custos mais baixos e manutenção mais fácil.

Nesse caso o monitoramento e gerenciamento é garantido pela empresa que oferece o Saas assim como toda a infra estrutura.

Exemplos: Dropbox, Google Drive, Google Analytics

6. Marketplace

O modelo de negócio Marketplace é baseado na criação de uma plataforma online que conecta compradores e vendedores .

Este tipo de modelo de negócios tem se tornado cada vez mais popular nos últimos anos, pois oferece uma série de vantagens sobre os negócios tradicionais, tais como custos mais baixos e acesso mais fácil aos clientes.

Neste caso, a empresa que opera o mercado recebe uma comissão sobre cada transação.

Exemplos: Airbnb, Amazon, eBay

7. Plataforma Multilateral

O modelo de negócios da Plataforma Multilateral é baseado na criação de uma plataforma que conecta compradores, vendedores e prestadores de serviços.

O modelo de Plataforma Multilateral funciona com a interação desses grupos com o objetivo de gerar receita para os vendedores e prestadores de serviço.

Exemplos: Uber, Ifood, Zé delivery

8. Modelo B2C (Business to Consumer)

O modelo de negócios B2C é baseado na venda de produtos ou serviços diretamente aos consumidores.

Este tipo de modelo de negócio é o mais comum e é frequentemente utilizado por empresas que vendem produtos físicos.

Exemplos: Coca-Cola, Nike, Walmart

9. Modelo D2C (Direto ao consumidor)

O modelo de negócios da D2C é baseado na venda de produtos ou serviços diretamente aos consumidores finais, sem o uso de intermediários, como lojas.

Exemplos: Warby Parker, Everlane

10. Modelo B2B (Business to Business)

O modelo de negócios B2B é baseado na venda de produtos ou serviços para outros negócios e empresas.

Este tipo de modelo de negócio é frequentemente usado por empresas que vendem produtos ou serviços que são usados por outras empresas, tais como material de escritório, softwares ou treinamentos.

Exemplos: Salesforce

11. Modelo P2P (Peer to Peer)

O modelo Peer to Peer está focado em negócios que irão atuar como intermediários para várias interações. A monetização deste tipo de modelo de negócios mais frequentemente toma a forma de taxas de publicidade ou intermediação.

Exemplos: Biz Capital, IOUU

12. Franquia

O modelo de negócios da Franquia é baseado em um contrato entre uma empresa e um indivíduo, que terá o direito de usar a marca da empresa e vender seus produtos ou serviços.

Exemplos: McDonald’s, Chili Beans

3 Exemplos de modelos de negócio para se inspirar

Agora que você já está ciente sobre modelos de negócio e sua importância, confira a execução de alguns modelos de negócio para você se inspirar:

PillPack

A PillPack é uma companhia farmacêutica online estadunidense que é subsidiaria da Amazon, que se tornou referência no seu ramo graças ao seu modelo de negócios.

Buscando eliminar os empecilhos de quem frequentemente usa remédios (ficar em longas filas, ficar atento as datas de validade, lembrar tomar o remédio específico em jejum).

A farmácia PillPack trabalhou para construir um sistema de entrega em domicílio que elimina a dor de todo o processo das farmácias tradicionais.

Funcionando desse jeito:

  1. O médico envia as prescrições diretamente para os farmacêuticos da PillPack;
  2. A PillPack organiza os medicamentos em pacotes pré-selecionados e personalizados;
  3. Os pequenos pacotes arrumados são rotulados por data e hora e entregues à sua porta;
  4. Cada suprimento de medicamento para 14 dias se encaixa perfeitamente em um dispensador durável projetado pela IDEO que deve se tornar parte das rotinas dos clientes e se encaixar perfeitamente em suas casas.

Todo esse processo foi fruto de estudos com o intuito de redefinir como os consumidores se envolvem com sua farmácia.

Provando que modelos de negócios conseguem impactar positivamente âmbitos considerados tradicionais.

Em junho de 2018, a Amazon adquiriu a PillPack por US$ 1 bilhão.

Hunter Gatherer

Os Dois irmãos, Harn e Anmao Sun, possuíam um objetivo ambicioso: criar uma fonte confiável de alimentos na China e estimular um movimento em torno de práticas agrícolas conscientes.

Visto que na China, existe uma dificuldade em ter procedência nas comidas produzidas, tornando inseguro muitas práticas alimentares.

Os empresários nascidos nos Estados Unidos criaram o Hunter Gatherer, um restaurante e espaço de varejo de alimentos construído em torno de uma cadeia de suprimentos regularizada, com o objetivo de conectar da fazenda à mesa e às prateleiras dos supermercados.

O empreendimento é baseado em cultivar e servir o que eles chamam de comida de verdade: ingredientes livres de produtos químicos de fontes conhecidas e confiáveis.

O objetivo do empreendimento Hunter Gatherer é simples: servir às pessoas comida de verdade.

Anmao e Harn testaram embalagens, prepararam inúmeras refeições e encontraram maneiras de introduzir ingredientes desconhecidos aos consumidores chineses. Eles discutiram diferentes conceitos de almoço e jantar. Tudo com o objetivo de proporcionar a melhor alimentação para o seu povo.

Com o modelo de negócio aplicado pela Hunter Gatherer, foi possível tornar real o objetivo dos empresários e criar um espaço em que pessoas se unem pela causa.

Freightos

O modelo de negócios desta empresa é baseado na necessidade de interromper e digitalizar uma indústria que tem sido relativamente intocada pela inovação: o transporte global de cargas.

Atualmente, a reserva de um embarque internacional muitas vezes requer passar por um agente de carga, que então entra em contato com empresas de caminhões, operadores portuários e outros intermediários para obter tarifas e agende remessas manualmente.

O processo é lento e os proprietários de empresas têm pouco controle sobre seus embarques ou visibilidade de seus custos.

A Freightos oferece um mercado online que permite aos empresários obterem cotações instantâneas de vários agentes de carga, comparar tarifas e reservar remessas em tempo real.

Este modelo de negócio tem sido um sucesso empresa cresceu rapidamente e se tornou o maior mercado de frete online do mundo.

A Freightos levantou mais de $60 milhões de dólares de investidores incluindo a GE Ventures, Aleph Ventures, e OurCrowd. Em 2018, a empresa foi nomeada uma das 50 Empresas promissoras da Forbes.


Um modelo de negócios é o alicerce de sua empresa. É como você ganha dinheiro, entrega valor aos clientes e cria uma vantagem competitiva.

Sem ele, sua empresa terá dificuldades. E dificilmente sobreviverá.

É por isso que é importante reservar um tempo para desenvolver um bom modelo de negócios e depois validá-lo.

Se você não tem certeza por onde começar, você pode rever esse artigo quantas vezes quiser e tirar dúvidas diretamente conosco.

Então, do que você está esperando? Comece hoje mesmo! E não esqueça de conferir os outros artigos no nosso site

Se torne um líder melhor, em minutos.

Receba semanalmente passos a passos práticos para ser um melhor líder.
Ao se inscrever você concorda com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.
curso de criatividade

Artigo por

Lucas Teles
Lucas é o Head de Inovação da CRIARH. Mas mais importante, ele é o maior apaixonado pela empresa.

Curtiu? Mande o artigo para seus amigos!

Junte-se a mais de 3.000 pessoas em nossa news

Não perca nossas últimas dicas, ferramentas e táticas para ser um melhor líder.

Outros artigos para você

Teoria U: o que é e quais são as suas etapas 

Ler MaisLer Mais
Seta CRIARH

Como fazer uma gestão sustentável, a importância e seus 7 benefícios

Ler MaisLer Mais
Seta CRIARH

Growth Mindset: 10 segredos pra obter uma mentalidade de sucesso

Ler MaisLer Mais
Seta CRIARH